Carregando...
  • Local:

    Centro de Eventos Pro Magno - Rua Samaritá, 230 - Casa Verde - São Paulo - SP
  • ANTP 40 anos

Sobre o Congresso

O Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito em sua 21ª edição volta à cidade de São Paulo 22 anos depois.
A última vez aconteceu em 1995.

Assim como em outras edições, esperamos a presença de visitantes estrangeiros, além do tradicional público constituído por  Prefeitos, Secretários de Estado, Autoridades federais e Parlamentares, além de Operadores públicos e privados, Industriais, Consultores, Dirigentes sindicais patronais e de trabalhadores, Acadêmicos, Lideranças comunitárias, técnicos do setor e profissionais da mídia.

O Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito é um evento bienal realizado pela ANTP desde sua primeira edição em 1978. Por sua longevidade e ineditismo, tornou-se não por acaso no principal evento científico e político da área de Transportes e Mobilidade urbana. Seu retorno a São Paulo ocorre também num momento especial, ano em que a ANTP completará 40 anos de sua fundação, em 1977.

A ANTP é uma entidade civil que reúne milhares de colaboradores, que contribuíram decididamente para torná-la uma das maiores entidades promotoras de ideias, ações, programas de mobilidade urbana e de políticas públicas, na defesa permanente do transporte com qualidade, do trânsito seguro, de cidades sustentáveis e com qualidade de vida, abrigando todas as formas de mobilidade nas cidades brasileiras.

Nestes 40 anos, a ANTP contou com a colaboração especial dos seus associados, constituídos por entidades públicas e privadas da indústria, da operação, da gestão pública, consultorias, área acadêmica e de pessoas físicas. São esses colaboradores, que também se fazem presentes em seu Conselho Diretor e Fiscal, e que muito ajudaram na sua construção e manutenção em todo este período, que irão se encontrar na comemoração de seu mais importante aniversário até agora.

Nesta 21ª edição do Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito haverá espaço para discussão e debate de tudo o que acontece em todos os aspectos da mobilidade urbana no país e no mundo. Participe!

X INTRANS – Exposição Internacional de Transporte e Trânsito

A X INTRANS – Exposição Internacional de Transporte e Trânsito é um evento paralelo e integrado ao 21º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito.

A Exposição Internacional é uma excelente oportunidade para exposição de produtos, serviços, tecnologias e sistemas direta ou indiretamente relacionados com todos os aspectos da mobilidade urbana.

Durante os dias 28, 29 e 30 de junho de 2017, haverá uma área de exposição destinada a expositores, onde irão circular cerca de 2.500 pessoas, representando a comunidade técnica e o mercado potencial de compras do Brasil e de outros países, que terão a oportunidade de estabelecer contato com as mais recentes soluções e tecnologias em matéria de equipamentos, produtos, técnicas e serviços dirigidos ao transporte público, às cidades e ao trânsito.

X INTRANS se destina ao seguinte público:

Fabricantes: de veículos e componentes de transporte coletivo sobre pneus e sobre trilhos, além de sistemas, equipamentos e softwares de trânsito.

Empresas de tecnologia e prestadoras de serviço:  de operação, manutenção, fornecimento de mão-de-obra  e gestão.

Empresas de consultoria: projeto e planejamento em transporte, trânsito, desenvolvimento urbano e acessibilidade.

Empresas de investimento: infraestrutura urbana, equipamentos urbanos.

Fornecedores de insumos: combustíveis e outras fontes de energia, peças e equipamentos.

Empresas de transporte não motorizados:bicicleta, bikeshare, estacionamentos, ciclovias e ciclofaixas

Órgãos gestores: de transporte e trânsito, federais, estaduais e municipais.Universidades, sindicatos e organizações não governamentais.

PARTICIPE !

Temas

  1. Transporte Público sobre Trilhos
    O sistema metroferroviário brasileiro, com mais de 1.000 km de extensão, transporta cerca de 10 milhões passageiros diariamente, em suas 40 linhas e mais de 500 estações, e emprega cerca de 40 mil pessoas. Além de programas de expansão e da introdução de inovações tecnológicas, estão em curso também programas de modernização para linhas antigas. Somam-se aos sistemas metroviários e ferroviários os sistemas VLT, com experiências de implantação nos sistemas viários urbanos. No Congresso serão discutidos , além destes, vários aspectos deste sistema, como sua expansão, novas tecnologias, os processos de Parcerias Público Privadas, recursos para financiamento e custeio, em especial o custo da energia elétrica para o setor.
  2. Qualidade do Transporte Público por Ônibus
    A melhoria da qualidade do transporte público passa necessariamente pela melhoria do transporte sobre pneus, sistema indispensável e o mais presente nas cidades brasileiras. Quais são os atributos de qualidade deste serviço e como alcançá-los é um dos temas presentes no nosso Congresso. Também serão abordados os novos projetos de BRT, suas características inovadoras e como estes estão se integrando ao sistema convencional de ônibus das cidades.
  3. Sistemas Inteligentes de Transporte – ITS
    Cada vez mais novos sistemas inteligentes para gestão e controle de transportes e de informações aos usuários estão sendo aplicados nas cidades brasileiras.  Já existem várias experiências implantadas e que precisam ser conhecidas. Ao mesmo tempo, os smartphones ganham cada vez mais espaço como sistema de informação ao público, mas também como ferramenta de gestão de contagens de fluxo veicular, pesquisas de origem e destino de viagens, uso de estacionamentos rotativos e também de aplicativos colaborativos. O “estado da arte” do setor progride rapidamente. O Congresso vai proporcionar oportunidades para a discussão deste tema.
  4. Regiões Metropolitanas
    Quais são os obstáculos para termos políticas de mobilidade e de desenvolvimento urbanos coordenadas para regiões metropolitanas e aglomerados urbanos? Como conduzir esse processo de harmonização de políticas urbanas e de mobilidade municipais em torno de interesses metropolitanos? O problema seria a ausência de marcos legais mais adequados, ou faltam ações adicionadas de alguns incentivos? Os consórcios públicos são alternativas de fato? Esse tema não poderá faltar no nosso Congresso.
  5. Tarifa e Custo do Transporte Público
    A ANTP, em parceria com a NTU, a Frente Nacional de Prefeitos e o Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Transporte e Trânsito apresentarão um documento para servir como referência nacional de custos operacionais e de contratação de serviços de ônibus urbanos. No Congresso teremos oportunidade, ainda, de colocar em discussão fontes de financiamento de transporte, como a CIDE e o Vale Transporte, dentre outras.
  6. Financiamento do Transporte Público
    A expansão, a modernização e a melhoria da qualidade dos sistemas de transportes públicos requerem recursos massivos que em geral devem ser financiados por agentes econômicos. Quais as fontes de recursos? Quais as garantias de empréstimos? O que está ocorrendo com as primeiras experiências no Brasil do emprego de Parcerias Público Privadas na implantação de sistemas metroviários, VLT e BRT? Questões como essas serão objeto de discussão no Congresso.
  7. Segurança Viária
    Desde 2011 o Brasil se comprometeu a desenvolver um plano nacional de segurança viária, sendo signatário da Resolução da ONU que criou a “Década de Ações para Segurança Viária”, estimulando a redução de 50% das mortes no trânsito. Como as cidades, os estados e o governo federal estão agindo para reduzir acidentes e mortes no trânsito? Está funcionando, e quais são os resultados? Quais os obstáculos? Por que o Brasil não avança nesta política pública de grande impacto social? Em novembro de 2015 aconteceu a 2ª Conferencia Mundial da OMS para discutir a “Década” em Brasília. Como as cidades e os Estados estão agindo em prol da segurança viária? O que nos espera em 2020?
  8. Andar a Pé e Acessibilidade
    Andar a pé representa o principal modo de transporte para 36% das viagens urbanas em todo o Brasil. Ainda, em qualquer deslocamento humano, por qualquer meio, tem o andar a pé em pelo menos um trecho da viagem. Além de tudo, faz bem à saúde e é não poluente. Há inúmeros movimentos locais voltados para a mobilidade ativa nas cidades brasileiras, propondo ideias e formas de incentivo, assim como atuando em ações de advocacy junto aos governos locais, inspirando a formulação de políticas públicas.  O que é uma rede de caminhabilidade? Como empreender uma política de melhoria de calçadas e de travessia de rua? Como as cidades estão tratando o pedestre, em especial as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida? Quais as medidas que tornam o meio urbano mais humanizado e que facilitam o andar a pé com segurança? Estes são alguns temas que estarão presentes no Congresso.
  9. Transporte por Bicicleta
    O uso da bicicleta vem crescendo em todo o Brasil. O Sistema de Informações de Mobilidade Urbana da ANTP indica que o modo bicicleta, que em 2003 representava 2,4% do total de viagens, em 2014 chegou a 4,1%. Redes cicloviárias foram sendo implantadas em várias cidades brasileiras, ao mesmo tempo em que o país presenciava um crescimento expressivo no número de organizações e entidades impulsionadoras do uso da bicicleta e também motivadora da vontade política de governos locais. Mapeamento de rotas seguras, sistemas integrados com outros modos e novas formas de uso dos espaços viários foram sendo incluídos nos programas de mobilidade em todo o Brasil. Modelos como compartilhamento de bicicletas estão produzindo bons resultados. Estes, dentre outros, serão temas relevantes no Congresso.
  10. Planos Diretores Urbanos x Planos de Mobilidade Urbana
    Qual a relação entre o planejamento de transporte público, o desenvolvimento das cidades e o uso do espaço viário pelos modos de transporte? Os planos diretores urbanos aprovados ou em aprovação nas grandes cidades brasileiras permitem prever dias melhores para a mobilidade urbana? Como garantir sistemas de transporte eficientes, cidades sustentáveis, inteligentes e com melhor qualidade de vida para sua população?

COMUNICAÇÕES TÉCNICAS

Novas datas:

  • Pagamento da inscrição: 10 de maio de 2017
  • Entrega do trabalho final: 22 de maio de 2017

RESUMOS APROVADOS

Consulte a Lista

Leia Orientações

Envie seu Trabalho Final para

comunicacoestecnicas@antp.org.br 

Planta – X Intrans

 

Não perca o 21º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito

São Paulo de 28 a 30 de junho de 2017

AUTORIDADES CONVIDADAS PARA SOLENIDADE DE ABERTURA

Geraldo Alckmin – Governador do Estado de São Paulo

Bruno Araújo – Ministro das Cidades

Gilberto Kassab – Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação

João Dória Jr. – Prefeito da Cidade de São Paulo

Jonas Donizette – Prefeito de Campinas e Presidente da Frente Nacional de Prefeitos

José Roberto Generoso – Secretário Nacional de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades

Clodoaldo Pelissioni – Secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo

Sergio Avelleda – Secretário Municipal de Transportes e Mobilidade de São Paulo

Marcos Antonio Monteiro – Secretário de Planejamento e Gestão do Governo do Estado de São Paulo

José Antonio Fernandes Martins – Presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus

Otávio Cunha – Presidente Executivo da Associação Nacional de Transportes Urbanos – NTU

Luiz Fernando Ferrari – Vice-Presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária – ABIFER

Ailton Brasiliense Pires – Presidente da ANTP

Programação

14:00 - 15:30

Sessão 01 – O futuro da mobilidade. Tendencias e Apostas.

Moderador: Alencar Izidoro (Folha de São Paulo) Debatedores: Ailton Brasiliense Pires (Presidente de ANTP); Ermínia Maricato (Arquiteta e Urbanista); Claudio de Senna Frederico (Vice-Presidente da ANTP); Ricardo Kenzo Motomatsu (Instituto de Engenharia); Valeska PInto (ANTP)
11:00 - 12:30

Sessão 19 – Oxigênio para o Custeio – CIDE Municipal

Moderador: José Antonio Martins (Presidente do SIMEFRE); Debatedores: Marcos Bicalho dos Santos (Diretor da NTU); Sergio Avelleda (Secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo); Felício Ramuth (Prefeito de São José dos Campos e Vice Presidente da FNP); Carlos Batinga (Secretário Municipal de Transporte de João Pessoa/PB)
11:00 - 12:30

Sessão 20 – Nossas próximas cidades – Século XXI

Moderador: Ayrton Camargo (Arquiteto Urbanista, Presidente da EFCJ); Debatedores: Nabil Bonduk (Arquiteto e Urbanista, Ex-Vereador de São Paulo); Heloisa Proença (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano/SP); Valeska Pinto (Arquiteta e Urbanista); Alexandre Abdal (FGV/SP)
9:00 - 10:30

Sessão 15 – Prêmio ANTP de Qualidade e Produtividade

Alexandre Resende (Coordenador do Prêmio de Qualidade e Produtividade da ANTP); Debatedores: João Batista Morais Ribeiro Neto Presidente da Comissão de Qualidade e Produtividade/ANTP); Niege Rossiter Chaves (Diretora Presidente do Grupo Mobibrasil); Victorino Aldo Saccol (Empresa Medianeira/SC); Paulo Kagohara (Volkswagen)
9:00 - 10:30

Sessão 16 – Ônibus e o Meio Ambiente

Moderador: Marcelo Cardinali Branco (Ex-Secretário Municipal de Transportes de São Paulo); Debatedores: Marcio D’Agosto (COPPE/UFRJ); Ligia Miranda (ANTP); Renato Boaretto (IEMA); Guilherme Wilson (Fetranspor); Ayrton Amaral (Volvo)
16:00 - 17:30

Sessão 34 – Como Estamos na Multimodalidade Tarifária?

Moderador: Fabio Rios Mota (Secretário Municipal de Mobilidade de Salvador); Debatedores: Antonio Mourão Santana (Oficina Consultores); Antonio Carlos de Moraes (Presidente da Comissão de Economia da ANTP); José Carlos Martinelli (Presidente da SPTrans); Milton Frasson (Diretor Administrativo e Financeiro da CPTM); Fabio Damasceno (Secretário de Transportes do DF)
16:00 - 17:30

Sessão 35 – A relevância de ferramentas avançadas no planejamento e programação para o transporte público

Moderador: Ivan Whately (Instituto de Engenharia/SP); Debatedores: Jefferson Arrivabene (GIRO Brasil); Alain Martinais (Marketing Director GIRO); Renée Tousin Director (Public Transit Software – GIRO); Márcio Rodrigues (Guarulhos Transportes – Planejamento); Sival Gonçalves (Guarulhos Transportes – Gerente Operações); Paulo Arantes (Guarulhos Transportes – Diretor Geral)
16:00 - 17:30

Sessão 36 – Oficina: Como o poder público pode requalificar a calçada das cidades brasileiras em 10 anos – o caso da política pública de São José dos Campos

Rony Willian Pereira (Coordenador do Programa Calçada Segura de São José dos Campos/SP); Meli Malatesta Arquiteta e Urbanista; Presidente da Comissão de Mobilidade a Pé da ANTP); Erika Mota (Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCP); Ricardo Moschetti (Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCP)
9:00 - 10:30

Sessão 37 – Estamos usando corretamente os recursos de ITS?

Moderador: João Carlos Camilo de Souza (SETPESP; Presidente da Comissão de ITS/ANTP); Debatedores: Arnaldo Luis S. Pereira (Comissão de ITS/ANTP); Júlio Grilo (TACOM); Leonardo Ceragioli (PRODATA); Levi dos Santos Oliveira (Diretor de Planejamento de Transportes – SPTRANS); Claudio Marti (Escola Politécnica/USP); Marcelo Soletti (Presidente da EPTC/Porto Alegre)
11:00 - 12:30

Sessão 43 – Autoridade Metropolitana: Regulamentação necessária para a integração e desenvolvimento da mobilidade

Moderador: Sergio Avelleda(Secretário Municipal de Mobilidade e Transporte de São Paulo); Debatedores: Nabil Bonduk (Arquiteto e Urbanista, Ex-Vereador de São Paulo); Carlos Zarattini (Deputado Federal/SP); Clodoaldo Pelissione (Secretario dos Transportes Metropolitanos de São Paulo); Harald Peter Zwetkoff (Diretor-Presidente da ViaQuatro); José Eduardo Copello (Diretor-Presidente da CTB); Gustavo Gardini (Desenvolvimento de Negócios da DBI)
14:00 - 15:30

Sessão 49 – Tarifas e a Nova Planilha da ANTP

Moderador: Renato Gianolla (Ex-Presidente do Fórum Nacional de Secretários); Debatedores: Olivia Aroucha (Coordenadora do Estudo Tarifário pela ANTP); Roberto Gregório (Ex-Presidente do Fórum Nacional de Secretários); Fernando Fleury (FGV/SP); Silvio Rosa (Diretor da SPTrans); André Dantas (Diretor Técnico da NTU); Gilberto Perre (Secretário Executivo da FNP)
9:00 - 10:30

Sessão 38 – Década da ONU: Experiências que estão dando certo

Moderador: Fabio Racy (Presidente do CEDATT); Debatedores: Silvia Maria Lisboa (Coordenadora do Movimento Paulista de Segurança Viária); Pedro Mariani (Vice-Presidente de Relações Corporativas da Ambev); Vanderlei Cappellari (Ex-Presidente da EPTC/Porto Alegre); Raquel Chini (Diretora de Trânsito de Praia Grande e Presidente do Fórum Paulista de Secretários e Dirigentes de Mobilidade Urbana)
9:00 - 10:30

Sessão 39 – A economia da bicicleta

Moderadora: Lucia Mendonça (ANTP); Debatedores: Daniel Guth (Ciclocidade); Juciano Rodrigues (Observatório das Metrópoles); Marcelo Maciel (Aliança Bike); Juliana de Castro (COPPE/UFRJ)
16:00 - 17:30

Sessão 57 – Moto: como reduzir acidentes

Moderadora: Elequicina Maria dos Santos (Secretária Municipal de Mobilidade de Natal/RN); Debatedores: Hilda Gomez Banco de Desarrolo da America Latina – CAF); Eduardo de Alcântara Vasconcellos (Instituto Movimento e Consultor); Horacio Figueira (Consultor); Maria da Penha Boucinhas (Plano Consultoria); Sebastião Ricardo Martins (Diretor da CET/SP); Juarez Molinari (Presidente da ABRAMET)
16:00 - 17:30

Sessão 58 – Gestão da Mobilidade Corporativa

Moderador: Pedro Luis Brito Machado (Assessor da Presidencia da EMTU); Debatedores: Edmar Ciolleti (Superintendente do Santander); Guillermo Petzhold (Especialista em Mobilidade Urbana); Luciana Stubbs (Supervisora de Estudos de Impactos da BHTrans); Regina Rocha (Diretora Executiva da FRESP); Juliano Geraldi (PUC/Paraná|)
11:00 - 12:30

Sessão 47 – Trens Regionais. Por que não?

Moderador: Luiz Carlos Bertotto (ANTP); Debatedores: Andre Han (Diretor Comercial da Hyundai-Rottem); Jorge Luiz Macedo Bastos (Diretor Geral da ANTT/Ministério dos Transportes); Silvestre Ribeiro (Secretaria de Mobilidade e Transporte de Jundiaí/SP)
14:00 - 15:30

Sessão 53 – O direito das crianças de caminhar na cidade – Caminho Escolar pode ser uma solução?

Moderador: Alexandre Pelegi (ANTP); Debatedores: Irene Quintáns (Arquiteta e urbanista e Mestrado em Barcelona); Priscila Arce (Diretora da EMEF Sebastião Francisco); Rosangela Melo de Carvalho (Professora da rede de ensino municipal de São Paulo; Experiência em Traffic Snake Game); Police Neto (Vereador por São Paulo); Renata Morettin (Design Gráfico; Diretora do Carona a Pé)
16:00 - 17:30

Sessão 59 – Construindo um pacto da sociedade pelo transporte como direito social

Moderadora: Luiza Erundina de Souza (Deputada Federal/SP); Debatedores: Nazareno Alffonso (Instituto MDT); Ubiratan Felix Pereira dos Santos (FISENGE /SENGE-BA/); Donizete Fernandes de Oliveira (UNMP); Atílio André Pereira (Secretario de Mobilidade de Hortolândia); Luiz Antônio Festino (CNTTT); Edmundo de Carvalho Pinheiro (SET/Goiânia); Tuca Munhoz (SPTrants); Meli Malatesta (Arquiteta e Urbanista); Emiliano Stanislau Affonso Neto (AEAMESP)

Visitas Técnicas

Passeios

Passeios a Pé

Arquitetura Higienópolis

Caminhada pelo bairro do Higienópolis conhecendo a história do desenvolvimento do bairro e os reflexos na arquitetura. De casarões de barões do café até edifícios modernistas icônicos com obras de arte, o bairro de Higienópolis é um museu a céu aberto. Alguns do edifícios são Edifício Cinderella do Artacho Jurado, Edifício Louveira do Villanova Artigas, entre outros.

SampaPé convida arquiteto e urbanista para acompanhar o passeio.

Duração: 2h30

Ponto de encontro: Estação Paulista do Metrô – Rua da Consolação.

Valor: 50 reais

Até 20 pessoas

Sábado 1 de julho – 11h

https://www.eventbrite.com.br/e/passeio-a-pe-arquitetura-higienopolis-tickets-33627914999

Bom Retiro

Caminhada pelo bairro do Bom Retiro conhecendo a história do bairro muito além e muito antes da famosa rua de lojas José Paulino. Bairro que por ser antigamente afastado do centro era repleto de chácaras e onde várias histórias se cruzam do presídio Tiradentes à primeira sinagoga de São Paulo.

Duração: 1h30

Ponto de encontro: Estação Tiradentes do Metrô

Valor: R$ 35,00

Até 20 pessoas

Segunda 26 de junho – 15h

https://www.eventbrite.com.br/e/passeio-a-pe-bom-retiro-tickets-33626939080

Cidades mais caminháveis

Caminhada para explorar projetos urbanos táticos e simples implementados em São Paulo que melhoram a experiência do caminhar na cidade. Conheceremos projetos como extensão da área de circulação de pedestres usando o viário, ativação de espaços públicos, soluções em travessias, entre outros.

SampaPé convida técnicos da CET (Suzana Nogueira) e da SP Urbanismo (Eduardo Pompeo) para acompanhar o passeio.

Duração: 2h30

Ponto de encontro: Estação São Bento do Metrô – Largo do São Bento.

Valor: R$ 50,00

Até 20 pessoas

Terça 27 de junho – 11h00

https://www.eventbrite.com.br/e/passeio-a-pe-cidades-mais-caminhaveis-tickets-33626260049

Depoimentos

Apoio

Fotos de alguns de nossos Congressos

Fale com a ANTP

Como chegar

Centro de Eventos Pro Magno

Rua Samaritá, 230 – Casa Verde, São Paulo – SP

Aeroportos

O Centro de Eventos Pro Magno fica ao lado das Avenidas Marginais do Tietê e a 30 minutos do Aeroporto de Guarulhos e a 27 minutos do Aeroporto de Congonhas

Sistema Metro-Ferroviário

O Centro de Eventos está a 8 minutos de taxi da Estação Metro Ferroviária da Barra Funda, onde passam 2 linhas ferroviárias metropolitanas e a linha 3 – vermelha do metrô.

Rodoviárias

A 8 minutos de taxi da Rodoviária Barra Funda e a 11 minutos do Terminal Rodoviário do Tietê.

Como chegar de Ônibus

Na Estação Barra Funda: 

Vá até o lado sul do terminal e utilize:

Linha 9784-10 – Jd. dos Francos

Desembarque no último ponto antes da Praça Deputado Amoroso Neto e caminhe pela Avenida Professora Ida Kolb, até o nº 513 e acesse o Centro de Eventos ProMagno.

Bonde a Pé

Venha a pé para o Congresso!

Volte também!

Você pode ir (e voltar) a pé para o 21º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito.  A ANTP, em parceria com Corrida Amiga proporcionará esta oportunidade, por meio do “Bonde a Pé”.

Partindo da Estação Palmeiras-Barra Funda (Linha 3 – Vermelha), da Estação Tietê (Linha 1 – Azul do metrô), ou mesmo do ponto de parada do ônibus na Av. Ordem e Progresso (um trajeto mais curto), haverá alguns horários do “Bonde a Pé”.

Bonde a Pé é uma forma agradável e sustentável de deslocamento, além de permitir observar tudo ao seu redor. Guias do Corrida Amiga acompanham os participantes, orientam e ainda podem falar do que vai acontecer no Congresso. Ao longo do percurso, água e frutas serão oferecidas.

Consulte Tabela de Horários

Acesso o site e conheça mais sobre o Corrida Amiga

Aguarde mais informações para se inscrever no Bonde a Pé!